A casa mais famosa do Mundo comemora 80 anos

O arquitecto norte-americano Frank Lloyd Wright, considerado o ‘pai’ da arquitectura moderna e orgânica, desenhou a casa mais famosa do Mundo, a Casa da Cascata, que celebra 80 anos em 2016.

A casa de Edgar e Liliane Kaufmann foi projectada por Lloyd Wright, e iniciada a construção em 1936 e terminada em 1939. Localizada a 50 milhas a sudeste de Pittsburgh, em Bear Run, na Estrada Rural 1, secção Mill Run de Stewart Township, Condado de Fayette, nas Laurel Highlands dos Montes Allegheny, Estado da Pensilvânia, Estados Unidos da América.

O projecto estrutural da Casa foi realizado por Frank Lloyd Wright em associação com Mendel Glickman e William Wesley Peters. Depois de alguns desacordos entre Wright, Kaufmann e o empreiteiro da construção, a obra foi realizada. O edifício está feito de tal forma que as quedas de água podem ser ouvidas do seu interior, mas as quedas só podem ser vistas quando se está de pé na varanda do piso mais alto. Este tipo de mistério de arquitectura geométrica intrigou mesmo o próprio arquitecto Wright.

A Casa da Cascata é uma casa pensada ao estilo japonês, tão do agrado de Wright e na sua ideia de integrar a casa na natureza e no convívio cada vez mais estreito entre o construído e a paisagem, na comunhão entre o interior e o exterior e tão bem conseguido neste projecto.

A Casa da Cascata custou na época, um total de 155.000 dólares.

Até 1963 pertenceu à família Kaufmann e nesse mesmo ano, Kaufmann, Jr. doou a propriedade ao Western Pennsylvania Conservancy. Em 1964, o edifício foi aberto ao público como museu. Actualmente, recebe mais de cento e vinte mil visitantes por ano.

Frank Lloyd Wright, foi um dos arquitectos mais visionários da História. Além do seu contributo como arquitecto, a sua vida foi também preenchida pelos acontecimentos mais inesperados. O amor e a tragédia fizeram parte da sua vida e além da sua obra arquitectónica, valerá a pena ler o romance histórico da jornalista norte-americana, Nancy Horan, ‘Querido Frank’, baseado na história de amor entre Mamah Borthwick Cheney e o famoso arquitecto americano Frank Lloyd Wright. Uma história marcada pelo fim trágico mas verdadeiro. Um arquitecto e um homem que vale a pena descobrir.